Nível C1 do QECR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas)

Niveau C1 du CECR
O nível C1 é designado como nível autônomo. Este nível é caracterizado pelo bom acesso a uma variedade ampla de discurso que possibilita uma comunicação fluente e espontânea, como consta nos exemplos seguintes: pode expressar-se com fluência e espontaneidade quase sem esforço. Possui um bom domínio dum repertório lexical largo, cujas lacunas são facilmente preenchidas por perífrases. Há pouca pesquisa para certas expressões ou estratégias de contorno; apenas um assunto difícil no seu conceito pode impedir que o discurso acontecesse naturalmente.

As capacidades discursivas que caracterizam o nível anterior encontram-se no nível C1 com mais fluência ainda, por exemplo: pode escolher uma expressão apropriada num repertório disponível de funções de discurso para introduzir seus comentários a fim de mobilizar a atenção da plateia ou de ganhar tempo mantendo esta atenção enquanto raciocina, produz um discurso claro, bem construído e sem hesitações que mostra a utilização certa das estruturas, conectores e articuladores.

​Escala global das competências do nível C1 do QECR

A escala global dos níveis comuns de competências do QECR define o usuário do nível C1 capaz das competências idiomáticas seguintes:
 
  • Pode entender uma variedade ampla de textos longos e exigentes, assim como entender significados implícitos.
  • Pode expressar-se de forma espontânea e fluentemente sem ter que procurar por suas palavras.
  • Pode utilizar o idioma de maneira eficiente e flexível na sua vida social, profissional ou acadêmica.
  • Pode expressar-se sobre assuntos complexos de maneira clara e bem estruturada, e manifestar seu controle das ferramentas de organização, de articulação e de coesão do discurso.

​​Grade para a auto-avaliação do nível C1 do QECR

​​O QECR descreve o usuário do nível C1 como sendo capaz de cumprir tarefas idiomáticas seguintes:

​Entender


​​Escutar
​​Eu posso entender um discurso longo, mesmo que não esteja claramente estruturado e que as articulações sejam implícitas.
Eu posso entender programas de televisão e filmes sem muito esforço.
​Entender
​​Ler
​​Eu posso entender textos fatuais ou literários longos e complexos, e apreciar as diferenças de estilo.
Eu posso entender artigos especializados e longas instruções técnicas, mesmo sem relação a minha área.

​Falar


​Participar a uma conversação
​​Eu posso me expressar de forma espontânea e fluentemente sem ter que procurar por minhas palavras.
Eu posso utilizar o idioma de maneira flexível e eficiente para relações sociais ou profissionais.
Eu posso expressar minhas ideias e opiniões com precisão e ligar as minhas intervenções áquelas dos meus interlocutores.

​Falar

​Expressar-se oralmente e em contínuo​
​​Eu posso apresentar descrições claras e detalhadas sobre assuntos complexos, integrando temas ligados, desenvolvendo certos pontos e terminando a minha intervenção de maneira apropriada.

​​Escrever

​​Escrever
​​Eu posso me expressar num texto claro e bem estruturado, e desenvolver meu ponto de vista.
Eu posso escrever a respeito de assuntos complexo numa carta, ensaio ou relatório, destacando os pontos que eu acho importantes.
Eu posso adotar um estilo adaptado ao destinatário.

​Aspectos qualitativos do uso da língua falada do nível C1 do QECR


​​Abrangência
​Tem um bom domínio duma grande variedade de discursos, dentro dos quais pode escolher a formulação o permitindo de expressar-se claramente e no registro certo, a respeito duma grande variedade de assuntos nas áreas gerais, de educação, profissional ou de lazer, sem ter que restringir o que quer dizer.
​​Correção
​​Mantém constantemente um alto padrão de correções gramaticais, os erros são raros, difíceis a identificar e geralmente auto-corrigidas quando surgem.
​​Fluência
​​Pode expressar-se com fluência e espontaneidade quase sem esforço. Apenas um assunto difícil no seu conceito pode atrapalhar o fluxo natural e fluido do texto.
​​Interação
​​Pode escolher uma expressão apropriada num repertório comum de funções discursivas, introduzindo a sua palestra, para obter a palavra ou para ganhar tempo enquanto raciocina.
​​Coerência
​​Pode produzir um texto claro, fluido e bem estruturado, demonstrando um uso controlado dos meios linguísticos de estruturação e de articulação.

​Atividades de comunicação idiomática e estratégias do nível C1 do QECR

Produção oral geral
​​Pode fazer uma apresentação ou a descrição dum assunto complexo, integrando argumentos secundários e desenvolvendo pontos particulares para chegar a uma conclusão apropriada.
​​Monólogo seguido: descrever a experiência
Pode descrever claramente e de forma detalhada assuntos complexos.
Pode fazer uma apresentação ou a descrição dum assunto complexo, integrando temas secundários e desenvolvendo pontos particulares para chegar a uma conclusão apropriada.

​​Anúncios públicos
​​Pode fazer um anúncio com fluência, quase sem esforço, com o sotaque e a entonação que transmitem variações sutis de sentido.

​Endereçar-se a um auditório

Pode fazer uma palestra clara e bem estruturada a respeito dum assunto complexo, desenvolvendo e justificando seus pontos de vista com a ajuda dos pontos secundários, de justificativas e de exemplos pertinentes.
Pode lidar adequadamente com as objeções, respondendo com espontaneidade e sem esforço.


​Produção escrita geral

​​Pode escrever textos bem estruturados sobre assuntos complexos, destacando os pontos pertinentes os mais salientes e confirmando um ponto de vista de maneira elaborada pela integração de argumentos secundários, de justificativas e de exemplos pertinentes para chegar a uma conclusão apropriada.
​​Escritura criativa
​​Pode escrever textos descritivos e de ficção claros, detalhados, bem construídos num estilo seguro, pessoal e natural apropriado para o leitor.

​Ensaios e relatórios

Pode expor por escrito, claramente e de forma bem estruturada, um assunto complexo, destacando os pontos marcantes pertinentes.
Pode expor e provar longamente seu ponto de vista com a ajuda de argumentos secundários, de justificativas e de exemplos pertinentes.

​​Planejamento
​​Pode planejar o que é preciso dizer e os meios de dizê-lo, levando em conta o efeito a ser produzido no(s) destinatário(s).
​​Compensação
​​Pode utilizar perífrases e paráfrases para dissimular lacunas lexicais e estruturais.
Controle e correção
​Pode voltar numa dificuldade e reformular o que quer dizer sem interromper completamente o fio do discurso



​Compreensão oral geral

Pode acompanhar uma intervenção longa sobre assuntos abstratos ou complexos, mesmo fora de sua área, mas pode precisar de confirmação sobre alguns detalhes, especialmente se o sotaque não for familiar.
Pode reconhecer uma grande variedade de expressões idiomáticas e gírias corriqueiras, identificando as mudanças de registro.
Pode acompanhar uma intervenção longa, mesmo que não seja claramente estruturada e mesmo que as relações entre ideias sejam simplesmente implícitas e não explicitamente indicadas.

​​Entender uma interação entre locutores nativos
​​Pode acompanhar trocas complexas entre parceiros exteriores numa conversa de grupo e um debate, mesmo que for a respeito de assuntos abstratos, complexos e não familiares.
​​Entender como ouvinte
​​Pode acompanhar a maioria das conferências, conversas e debates com fluência.

​Entender anúncios e instruções orais

Pode extrair detalhes precisos dum anúncio público emitido em condições desfavoráveis e deformada pela sonorização (por exemplo, anúncios públicos numa estação ou estádio).
Pode entender informações técnicas complexas, tais como manual de instruções, especificações técnicas para um produto ou serviço que são familiares.

Entender programas de rádio e gravações
​​Pode entender uma variedade ampla de material gravado ou rádio, incluído em língua não padronizada, e identificar detalhes finos incluindo o implícito das atitudes e das relações dos interlocutores.
​​Compreensão escrita geral
​​Pode entender em detalhe textos longos e complexos, da sua área ou não, a condição de poder reler as partes difíceis.
​Entender a correspondência
​​Pode entender qualquer tipo de correspondência, com a utilização eventual dum dicionário.

​Ler para orientar-se

Pode percorrer rapidamente um texto longo e complexo e destacar os pontos pertinentes.
Pode identificar rapidamente o conteúdo e a pertinência duma informação, dum artigo ou duma reportagem numa variedade grande de temas profissionais a fim de decidir se um estudo mais amplo vale a pena.


​Ler para informar-se e discutir

Pode entender em detalhes uma variedade ampla de textos que podem ser encontrados na vida social, profissional ou universitária, e identificar pontos de detalhes finos, incluído atitudes, independente das opiniões serem expostas ou implícitas.

​​Ler instruções

​​Pode entender em detalhes instruções longas e complexas para a utilização duma nova máquina ou procedimento, que sejam ou não em relação a sua área de especialização, a condição de poder reler os trechos difíceis.
​Entender programas de televisão e filmes
Pode acompanhar um filme usando muitas gírias e expressões idiomáticas.
​​Reconhecer dicas e deduzir (oral e escrito)
​​É capaz de utilizar dicas de contexto, gramaticais e lexicais para deduzir uma atitude, um humor, intenções, assim como antecipar o que vem a seguir.

​Interação oral geral

​​Pode expressar-se com fluência e espontaneidade quase sem esforço. Possui um bom domínio dum repertório amplo permitindo vencer lacunas utilizando perífrases com pouca pesquisa de expressões ou utilizando estratégias de contorno. Apenas um assunto difícil no seu conceito pode atrapalhar o fluxo natural e fluido do texto.
Entender um locutor nativo
​​Pode entender em detalhes o que foi falado em língua estandarte, mesmo num ambiente barulhento.
​​Conversação
​Pode utilizar o idioma em sociedade com fluência e eficiência, incluído num registro afetivo, alusivo ou humorístico.​
​​Conversa informal (entre amigos)
​​Pode acompanhar facilmente trocas entre parceiros exteriores numa conversação de grupo e um debate, assim como participar, mesmo sobre assuntos abstratos, complexos e não familiares.

​Conversas e reuniões formais
Pode acompanhar facilmente um debate, mesmo sobre assuntos abstratos, complexos e não familiares.
Pode argumentar um posicionamento formal de forma convincente, respondendo á perguntas e comentários, assim como argumentos com fluência, espontaneidade e pertinência.

​​Cooperação de porte funcional (por exemplo, consertar um carro, conversar sobre um documento, organizar algo)
Pode entender com certeza instruções detalhadas.
Pode fazer avançar o trabalho, convidando outros a juntar-se, a dizer o que pensa etc.
Pode discernir claramente nas suas generalidades, uma pergunta ou um problema, fazer especulações sobre as causas e as consequências, e medir as vantagens e desvantagens das diferentes aproximações.



​​Obter bens e serviços

Pode gerenciar de forma linguística uma negociação para achar uma solução a uma situação de conflito tal como uma contravenção não merecida, uma responsabilidade financeira para estragos num apartamento, uma acusação em relação a um acidente.
Pode expor seus motivos para obter uma indenização, utilizando um discurso convincente e definindo claramente os limites das concessões que ele/ela está pronto a fazer.
Pode expor um problema que surgiu e demonstrar que o fornecedor do serviço ou o cliente deve fazer uma concessão.



​​Troca de informação

Pode entender e trocar uma informação complexa e opiniões sobre uma variedade larga de temas relativos a seu papel profissional.
Pode transmitir com segurança uma informação detalhada.
Pode descrever claramente e de forma detalhada um procedimento.
Pode fazer a síntese de informações e de argumentos provenientes de fontes diferentes e prestar contas.

​​Entrevistar e ser entrevistado (a entrevista
Pode participar completamente a uma entrevista, como entrevistar ou ser entrevistado, desenvolvendo e valorizando o ponto debatido, fluentemente e sem ajuda qualquer, utilizando corretamente as interjeições.
​Interação escrita geral​
​​Pode expressar-se com clareza e precisão, adaptando-se ao destinatário com flexibilidade e eficiência.
​​Correspondência
​​Pode expressar-se com clareza e precisão na sua correspondência pessoal, utilizando um idioma flexível e eficiente, incluído num registro afetivo, alusivo ou humorístico.

​Notas, mensagens e formulários

Pode anotar uma mensagem relativa a um pedido de informação, a explicação dum problema.
Pode deixar notas que transmitem uma informação simples e imediatamente pertinente para amigos, empregados, professores ou outras pessoas frequentadas na vida cotidiana, comunicando de maneira compreensível os pontos que parecem importantes.

​Tomada de palavra
​​Pode escolher uma expressão apropriada num repertório comum de funções discursivas, introduzindo a sua palestra, para obter ou tomar a palavra ou para ganhar tempo enquanto raciocina.
Cooperar
​​Pode ligar a sua contribuição aquela de outros interlocutores.
​​Solicitar esclarecimentos
Pode fazer perguntas para conferir que ele/ela entendeu o que o locutor queria dizer e esclarecer os pontos equívocos.
​​Anotar (conferências, seminários, etc.)
​Pode fazer anotações detalhadas durante uma conferência na sua área, gravando a informação, de forma tão precisa e fiel ao original, de maneira que as anotações possam ser utilizadas por outros​
​​Tratar um texto
​​Pode resumir longos textos difíceis.

​Competências comunicativas idiomáticas do nível C1 do QECR

​​Área linguística geral
​​Pode escolher a formulação apropriada num repertório largo de discurso para expressar sem restrições o que quer dizer.
​​Área de vocabulário
Possui um bom domínio do repertório lexical amplo, permitindo superar as lacunas com perífrases, com uma pesquisa discreta de expressões e de estratégias de contorno. Bom uso de expressões idiomáticas e familiares.
​​Uso de vocabulário
​​Ocasionalmente, pequenas gafes, mas não há erros de vocabulário significativos.
​​Correção gramatical
​​Pode manter constantemente um alto padrão de correções gramaticais, os erros são raros e difíceis a se notados.
​​Uso do sistema fonológico
Pode variar a entonação e colocar acento da frase corretamente a fim de expressar variações finas de sentido.
​​Uso da ortografia
A formatação, paráfrases e pontuação são lógicas e facilitadores.
A ortografia é exata, menos alguns lapsos.


​​Correção sociolinguística
Pode reconhecer uma variedade ampla de expressões idiomáticas e dialéticas, e apreciar as mudanças de registros, pode também confirmar detalhes, especialmente se o sotaque não for confirmado.
Pode acompanhar filmes utilizando gírias e expressões idiomáticas.
Pode utilizar o idioma com eficiência e flexibilidade em relações sociais, incluído num registro afetivo, alusivo ou humorístico.

​​Flexibilidade
​​Pode adaptar-se no que diz e a maneira de expressar-se á situação e ao destinatário, e adaptar o nível de expressão formal conveniente ás circunstâncias.
​​Tomada de palavra
​​Pode utilizar uma expressão adequada num conjunto disponível de funções discursivas para introduzir seu discurso, chamando a atenção da audiência ou para ganhar tempo e manter a atenção da plateia enquanto raciocina.
​​Desenvolvimento temático
​​Pode realizar descrições e narrações complicadas, com temas secundários e alguns mais detalhados, e chegar a uma conclusão adequada.
​​Coerência e coesão
Pode produzir um texto claro, fluído e bem estruturado, demonstrando um uso controlado dos meios linguísticos de estruturação e de articulação.
​​Fluência oral
​​Pode expressar-se com fluência e espontaneidade, quase sem esforço. Apenas um assunto difícil no seu conceito pode atrapalhar o fluxo natural do discurso.
​​Precisão
​​Pode qualificar com precisão, opiniões e afirmações em termo de certeza/dúvida, por exemplo, ou de confiança/desconfiança, semelhança, etc.

O nível C1 do QECR serviu de base a concepção das provas do DALF C1.