​Nível B1 do QECR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas)

Niveau B1 du CECR
O Nível B1 corresponde ás especificações do nível patamar para um visitante em país estrangeiro. Dois aspectos específicos o caracterizam. O primeiro é a capacidade em alimentar uma interação e em obter o desejado em situações diferentes, por exemplo: em regra geral, segue os pontos principais duma conversação bastante longa a seu respeito, na condição que a dicção seja clara e a língua estandarte, dá ou solicita opiniões numa conversação informal entre amigos, transmite de maneira inteligível a opinião principal que quer expressar, solicita com flexibilidade formas simples para dizer o principal, pode alimentar uma conversação ou uma discussão mesmo que seja ás vezes, difícil de entender quando deseja dizer exatamente o que quer, permanece inteligível mesmo se a procura pelas palavras e as formas gramaticais, assim como a remediação são evidentes, especialmente durante grandes enunciados.


O segundo aspecto é a capacidade para enfrentar os problemas da vida cotidiana, por exemplo: virar-se em situação imprevista no transporte coletivo, encarar o que pode acontecer durante a organização duma viagem numa agência ou durante a jornada, intervir sem preparação em conversações sobre temas corriqueiros, fazer uma reclamação, tomar iniciativas durante entrevista ou consulta (por exemplo, abordar um tema novo), ainda que permanecesse muito dependente do interlocutor na interação, pedir para alguém esclarecer ou aprofundar o que acaba de dizer.

Escala global das competências do nível B1 do QECR

A escala global dos níveis comuns de competências do QECR define o usuário do nível B1 capaz das competências idiomáticas seguintes:

  • Pode entender os pontos essenciais quando uma linguagem clara e estandarte é utilizada, e se tratando de assuntos familiares como: trabalho, escola, lazeres, etc.
  • Pode virar-se na maioria das situações encontradas em viagem numa região onde a língua-alvo é falada.
  • Pode produzir um discurso simples e coerente sobre temas familiares e na sua área de interesse.
  • Pode contar um evento, uma experiência ou um sonho, descrever uma esperança ou um objetivo e expor rapidamente motivos ou explicações para um projeto ou uma ideia.

Grade para a auto-avaliação do nível B1 do QECR

O QECR descreve o usuário do nível B1 como sendo capaz de cumprir tarefas idiomáticas seguintes:

​Entender


​​Escutar
​​Eu posso entender os pontos essenciais quando uma linguagem clara e estandarte são utilizados e quando se trata de assuntos familiares relativos ao trabalho, á escola, aos lazeres, etc. Eu posso entender o principal de vários programas de televisão ou rádio sobre noticiários ou sobre assuntos que me interessam pessoalmente ou profissionalmente, no caso fala-se de maneira relativamente lenta e distinta.
​Entender
​​Ler
​​Eu posso entender textos redigidos principalmente numa língua corriqueira ou relativa ao meu trabalho. Eu posso entender a descrição de eventos, a expressão de sentimentos e de desejos em correspondências pessoais.

​​Falar
​​Participar a uma conversação
​​Eu posso encarar a maioria das situações que podem ser encontradas durante uma viagem numa região onde o idioma é falado. Eu posso participar sem preparação a uma conversação sobre assuntos familiares ou de interesse pessoal, ou relativos á vida cotidiana (por exemplo, família, lazeres, trabalho, viagens e notícias).

​​Falar
​​Expressar-se oralmente e em contínuo
​​Eu posso me expressar de maneira simples a fim de contar experiências ou eventos, meus sonhos, esperanças ou objetivos. Pode dar brevemente motivos e explicações relativas á opiniões ou projetos. Eu posso contar uma história ou a intriga dum livro ou dum filme e expressar as minhas reações.
​​Escrever
​​Escrever
​​Eu posso escrever um texto simples e coerente sobre temas familiares ou que me interessam pessoalmente. Eu posso escrever cartas pessoais para descrever experiências e impressões.

Aspectos qualitativos do uso da língua falada do nível B1 do QECR

​​Abrangência
​​Possui suficientes meios linguísticos e um vocabulário suficiente para conseguir com algumas hesitações e algumas perífrases sobre assuntos tais como família, lazeres e centros de interesse, trabalho, viagens a notícias.
​​Correção
​​Utiliza de maneira exata um repertório e estruturas e "esquemas" frequentes, corriqueiros em situações previsíveis.
​​Fluência
​​Pode discursar de maneira inteligível, mesmo se as pausas para procurar as suas palavras e frases, assim como para fazer correções, são evidentes, especialmente em sequências mais longas de produção livre.
​​Interação
​​Pode começar, alimentar e concluir uma conversação simples em entrevista sobre assuntos familiares ou de interesse pessoal. Pode repetir uma parte do que alguém disse para confirmar uma compreensão mútua.
​​Coerência
​​Pode ligar uma série de elementos curtos, simples e distintos numa sucessão linear de pontos que se articulam.
​​Nos exemplos de elementos descritivos, distinguem-se os "níveis de critérios" (por exemplo: B1 ou B1.1) e os "níveis avançados" (por exemplo: B1+ ou B1.2). São separados por um traço horizontal como neste trecho da escala "planejamento".
​Pode preparar e tentar novas expressões e combinações de palavras e solicitar observações em retorno ao seu assunto.
​B1
​​Pode prever e preparar a maneira de comunicar os pontos importantes que quer transmitir, explorando todos os recursos disponíveis e limitando a mensagem aos meios de expressão que encontra ou dos quais se lembra.
Níveis B1.1 e B1.2 (B1+): planejamento
Saber mais sobre o nível B1+ do CECR.

Atividades de comunicação idiomática e estratégias do nível B1 do QECR

​Produção oral geral​
​Pode conduzir facilmente uma descrição direta e simples de assuntos variados na sua área, apresentando-os como uma sucessão linear de pontos.



​​Monólogo seguido: descrever a experiência

Pode fazer uma descrição direta e simples de assuntos familiares no quadro de sua área de interesse.
Pode relatar com fluência uma narrativa ou uma descrição simples na forma duma sucessão de pontos. Pode relatar em detalhes suas experiências, descrevendo seus sentimentos e reações.
Pode relatar os detalhes essenciais dum evento fortuito, tal como um acidente.
Pode contar a trama dum livro ou dum filme e descrever suas próprias reações.
Pode descrever um sonho, uma esperança ou uma ambição.
Pode descrever um evento real ou imaginário.
Pode contar uma história.

​​Monólogo seguido: argumentar (por exemplo, durante um debate)
Pode elaborar uma argumentação clara o suficiente para ser entendida sem dificuldade na maioria do tempo.
​​Pode dar brevemente motivos e explicações relativas á opiniões, projetos e ações.

​​Anúncios públicos

​​Pode fazer breves anúncios preparados sobre um assunto próximo de fatos cotidianos na sua área, mesmo com um sotaque ou uma entonação alheia que não impedem ser claramente inteligível.

​​Endereçar-se a um auditório

Pode fazer uma palestra simples e direta, preparada sobre um assunto familiar na sua área que seja claro o suficiente para ser seguido sem dificuldades na maioria do tempo e no qual os pontos importantes sejam explicados com bastante precisão.
Pode assimilar as perguntas seguintes, porem pode pedir para repetir se as perguntas forem formuladas rapidamente.

​​Produção escrita geral
​Pode escrever textos articulados simplesmente numa variedade de assuntos na sua área, ligando uma série de elementos discretos numa sequência linear.​


​Escritura criativa

Pode escrever descrições detalhadas simples e diretas numa variedade estendida de assuntos familiares no quadro de sua área de interesse.
Pode relatar em detalhes suas experiências, descrevendo seus sentimentos e reações, num texto simples e articulado.
Pode escrever a descrição dum evento, uma viagem recente, real ou imaginário.
Pode contar uma história.




​Ensaios e relatórios

Pode escrever ensaios curtos sobre assuntos de interesse geral.
Pode resumir com segurança uma fonte de informações fatuais sobre assuntos familiares corriqueiros e não corriqueiros na sua área, fazendo o relatório e dar a sua opinião.

​​Pode escrever relatórios curtos de forma padronizada convencional que transmitem informações fatuais corriqueiras e justificam ações.



​Planejamento

Pode preparar e tentar novas expressões e combinações de palavras e solicitar observações em retorno ao seu assunto.
​​Pode prever e preparar a maneira de comunicar os pontos importantes que quer transmitir, explorando todos os recursos disponíveis e limitando a mensagem aos meios de expressão que encontra ou dos quais se lembra.



Compensação
Pode definir as características de qualquer coisa concreta de nome desconhecido.
Pode expressar o sentido duma palavra com auxílio de outra, significando algo similar (por exemplo: "um caminhão de passageiros" para "um ônibus").

Pode utilizar uma palavra simples para algo similar ao conceito procurado e solicitar uma "correção".
Pode francesiar uma palavra da sua língua maternal e perguntar se for entendido.




​Controle e correção

Pode corrigir confusões de tempo ou de expressões que conduziram a algum mal-entendido na condição que o interlocutor indique que há um problema.
Pode se fazer confirmar a correção duma forma utilizada.
Pode recomeçar com uma tática diferente se há uma ruptura de comunicação.




​Compreensão oral geral

Pode entender uma informação fatual direta sobre assuntos da vida cotidiana ou relativos ao trabalho e reconhecendo as mensagens gerais e os pontos de detalhe, na condição que a articulação seja clara e o sotaque corriqueiro.
​​Pode entender os pontos principais duma intervenção sobre assuntos familiares encontrados regularmente no trabalho, na escola, durante os lazeres, incluído narrações curtas.
​​Entender uma interação entre locutores nativos
​​Pode, de forma geral, seguir os pontos principais duma longa conversação acontecendo na sua presença, na condição que a língua seja estandarte e claramente articulada.



​Entender como ouvinte
Pode seguir uma conferência ou uma palestra na sua própria área na condição que o assunto seja familiar e a apresentação direta, simples e claramente estruturada.
​​Pode seguir o plano geral de palestras curtas sobre assuntos familiares na condição que a língua seja estandarte e claramente articulada.
​​Entender anúncios e instruções orais
Pode entender informações técnicas simples, tais como manuais de instrução para um equipamento de uso corriqueiro.
Pode seguir instruções detalhadas.



​Entender programas de rádio e gravações

Pode entender a informação conteúda na maioria dos documentos gravados ou emitidos, cujo assunto é de interesse pessoal e a língua estandarte claramente articulada.
​Pode entender os pontos principais dos boletins de informação de rádio e de documentos gravados simples sobre um assunto familiar, se a velocidade fosse bastante lenta e a língua relativamente articulada.
​​Compreensão escrita geral
​​Pode ler textos fatuais diretos sobre assuntos relativos á sua área e a seu interesse com um nível satisfatório de compreensão.
​​Entender a correspondência
​​Pode entender bem a descrição de eventos, de sentimentos e de desejos, que permite manter uma correspondência regular com um correspondente amigo.



​Ler para orientar-se

Pode percorrer um texto longo para localizar uma informação procurada, e pode reunir informações provenientes de diferentes partes do texto ou de textos diferentes a fim de cumprir uma tarefa específica.
​​Pode encontrar e entender a informação pertinente em escritos cotidianos tais como cartas, panfletos e curtos documentos oficiais.


​Ler para informar-se e discutir

Pode identificar as principais conclusões dum texto argumentativo claramente articulado.
Pode reconhecer o esquema argumentativo para a apresentação dum problema sem entender necessariamente o detalhe.

​​Pode reconhecer os pontos significativos dum artigo de jornal direto e não complexo sobre um assunto familiar.
​​Ler instruções
​Pode entender o manual de instruções dum aparelho se for direto, não complexo e redigido claramente.



​Entender programas de televisão e filmes

Pode entender uma grande parte dos programas de televisão sobre assuntos de interesse geral pessoal, tais como entrevistas breves, conferências e jornais de televisão, a condição que a velocidade for relativamente lenta e a língua claramente articulada.
Pode seguir numerosos filmes nos quais a história baseia-se sobre a ação e a imagem e aonde a língua é clara e direta.
Pode entender os pontos principais dos programas de televisão sobre assuntos familiares se a língua for claramente articulada.


​​Reconhecer dicas e deduzir (oral e escrito)
Pode identificar palavras desconhecidas com a ajuda de contexto sobre assuntos relativos á sua área e a seus interesses.
Pode, ocasionalmente, extrapolar do contexto o sentido das palavras desconhecidas e deduzir o sentido da frase a condição que o assunto seja familiar.






​Interação oral geral
Pode comunicar-se com certa segurança sobre assuntos familiares habituais ou não, em relação com seus interesses e sua área profissional. Pode trocar, conferir e confirmar informações, enfrentar situações menos comuns e explicar por que há uma dificuldade. Pode expressar seu pensamento sobre um assunto abstrato ou cultural como um filme, livros, música, etc.
​​Pode explorar com flexibilidade uma variedade da língua simples para enfrentar a maioria das situações que podem acontecer durante uma viagem. Pode abordar sem preparação uma conversação sobre um assunto familiar, expressar opiniões pessoais e trocar informação sobre assuntos familiares, de interesse pessoal ou pertinente para a vida cotidiana (por exemplo, a família, os lazeres, o trabalho, as viagens e fatos diversos).
​​Entender um locutor nativo
Pode seguir um discurso claramente articulado e que é destinado numa conversação corriqueira, mas deverá ás vezes fazer repetir certas palavras ou expressões.



​​Conversação

Pode abordar sem preparação uma conversação sobre um assunto familiar.
Pode seguir uma conversação cotidiana se o interlocutor expressa-se claramente, apesar da necessidade de fazer repetir certas palavras ou expressões.
Pode acompanhar uma conversação ou uma discussão, mas pode ser ás vezes difícil em seguir quando tenta formular exatamente o que queria dizer.
Pode reagir a sentimentos tais como surpresa, alegria, tristeza, curiosidade e indiferença, e pode expressá-los.







​Conversa informal (entre amigos)

Pode acompanhar o essencial do que é falado sobre assuntos gerais, a condição que os interlocutores evitem o uso de expressões idiomáticas e articulem claramente.
Pode expressar seu pensamento sobre um assunto abstrato ou cultural como um filme ou música. Pode explicar por que algo dá problema.
Pode entender em breve o ponto de vista de outros.
Pode comparar e opor alternativas, conversando sobre o necessário a ser feito, onde deve ir, quem nomear, quem ou o que escolher, etc.

Pode, de forma geral, seguir os pontos principais duma conversação acontecendo na sua presença, na condição que a língua seja estandarte e claramente articulada.
Pode emitir ou solicitar um ponto de vista pessoal ou uma opinião sobre pontos de interesse gerais.
Pode fazer entender suas opiniões e reações para encontrar uma solução a algum problema ou a perguntas práticas relativas a onde ir? O que fazer? Como organizar (uma saída por exemplo)?
Pode expressar educadamente suas convicções, suas opiniões, seu acordo e seu desacordo.



​Conversas e reuniões formais

Pode acompanhar o essencial do que é falado sobre sua área, a condição que os interlocutores evitem o uso de expressões idiomáticas e articulem claramente.
Pode expressar claramente um ponto de vista, mas tem dificuldades a iniciar um debate.
Pode participar a uma conversação formal corriqueira sobre um assunto familiar, dirigida numa língua estandarte claramente articulada e supondo a troca de informações fatuais, recebendo instruções ou discussão de soluções a problemas práticos.





​​Cooperação de porte funcional (por exemplo, consertar um carro, conversar sobre um documento, organizar algo)
Pode acompanhar o que é falado, mas deve na ocasião, fazer repetir ou clarificar se o discurso dos outros for rápido ou longo.
Pode explicar por que algo dá problema, discutir sobre as medidas a ser tomadas, comparar e opor soluções.
Pode entender em breve o ponto de vista de outros.

Pode em regra geral, acompanhar o que foi falado e, no caso, pode relatar em parte o que um interlocutor disse para confirmar uma compreensão mútua.
Pode fazer entender suas opiniões e reações em relação ás soluções possíveis ou as medidas a ser tomadas, dando rapidamente motivos e explicações.
Pode convidar os outros a dar seu ponto de vista sobre a maneira a seguir.




Obter bens e serviços
Pode enfrentar a maioria das situações que podem acontecer durante uma viagem ou preparando uma viagem ou um alojamento, ou tratando com autoridades no exterior.
Pode enfrentar uma situação inabitual numa loja, agência de correio ou banco, por exemplo, solicitando a troca duma compra defeituosa.
Pode formular uma queixa.
Pode enfrentar uma situação incomum que pode surgir fazendo reserva de viagem junto a uma agência ou durante uma viagem, por exemplo, perguntando a um passageiro informações sobre uma rota desconhecida.






​Troca de informação

Pode resumir com segurança várias informações fatuais sobre assuntos familiares corriqueiros e não corriqueiros na sua área.
Pode explicar como fazer algo, dando instruções detalhadas.
Pode resumir, dando sua opinião, um relato conciso, um artigo, uma palestra, uma conversa, uma entrevista ou um documentário, e responder á perguntas complementares detalhadas.

Pode encontrar e transmitir uma informação simples e direta.
Pode solicitar e seguir instruções detalhadas.
Pode obter mais informações.





​Entrevistar e ser entrevistado (a entrevista)

Pode fornecer informações concretas exigidas numa entrevista ou uma consulta (por exemplo, descrever sintomas a um médico), mas o faz com uma precisão limitada.
Pode conduzir uma entrevista detalhada, conferir e confirmar informações, apesar da necessidade de pedir para repetir no caso da resposta ser rápida demais ou extensa demais.

Pode tomar certas iniciativas numa consulta ou entrevista (por exemplo, introduzir um assunto novo), mas fica muito dependente do entrevistador na interação.
Pode utilizar um questionário preparado para conduzir uma entrevista estruturada, com algumas perguntas espontâneas complementares.




​​Interação escrita geral

Pode trazer informação sobre assuntos abstratos e concretos, controlar a informação, fazer perguntas sobre um problema ou expô-lo com precisão.
​​Pode escrever notas e cartas pessoais par solicitar ou transmitir informações de interesse imediato e fazer entender os pontos considerados importantes.


Correspondência
Pode escrever uma carta manuscrita para dar notícias ou expressar seu sentimento sobre um assunto abstrato ou cultural, tal como um filme ou música.
Pode escrever cartas pessoais descrevendo em detalhes experiências, sentimentos e eventos.


​Notas, mensagens e formulários

Pode anotar uma mensagem relativa a um pedido de informação, a explicação dum problema.
​​Pode deixar notas que transmitem uma informação simples e imediatamente pertinente para amigos, empregados, professores ou outras pessoas frequentadas na vida cotidiana, comunicando de maneira compreensível os pontos que parecem importantes.



​Tomada de palavra

Pode intervir numa conversa sobre um assunto familiar, utilizando uma expressão adequada para tomar a palavra.
​​Pode começar, alimentar e concluir uma conversação simples em entrevista sobre assuntos familiares ou de interesse pessoal.



​​Cooperar

Pode explorar um repertório elementar de língua e de estratégias para facilitar a continuidade da conversação ou da discussão.
Pode resumir e fazer o balanço numa conversação, facilitando a focalização sobre o assunto.

​​Pode reformular em parte as palavras do interlocutor para confirmar uma compreensão mútua e facilitar o desenvolvimento das ideias em curso. Pode convidar alguém a juntar-se a conversa.
​​Esclarecer
​Pode solicitar alguém para esclarecer ou alimentar o que acabou de ser falado.​


​​Anotar (conferências, seminários, etc.)
Durante uma conferência, pode fazer anotações precisas o suficiente para reutilizá-las depois, na condição que o assunto pertença a seus centros de interesse e que a palestra seja clara e bem estruturada.
​​Pode fazer anotações sob a forma duma lista com pontos-chaves durante uma palestra simples, na condição que o assunto seja familiar, a formulação direta e a pronúncia clara em linguagem corriqueira.


​​Tratar um texto
Pode compilar elementos de informações provindo de fontes diversas e resumi-los para outros.
​​Pode parafrasear simplesmente curtos trechos escritos utilizando as palavras e o roteiro do texto.

​​Competências comunicativas idiomáticas do nível B1 do QECR




​Área linguística geral

Possui uma variedade larga de língua para descrever situações imprevisíveis, explicar o ponto principal dum problema ou duma ideia com precisão e expressar seu pensamento sobre assuntos abstratos ou culturais tais como música ou cinema.
​​Possui meios linguísticos suficientes para conseguir com algumas hesitações e algumas perífrases sobre assuntos tais como família, lazeres e centros de interesse, trabalho, viagens a notícias. Porem, o vocabulário limitado conduz a repetições e até mesmo dificuldades de formulação.
​​Área de vocabulário
​​Possui um vocabulário suficiente para expressar-se com auxílio de perífrases sobre a maioria dos assuntos relativos à sua vida cotidiana tais como família, lazeres e centros de interesse, trabalho, viagens e noticiários
Uso de vocabulário​​
Mostra um bom domínio do vocabulário elementar, mas erros sérios ainda podem ocorrer quando se trata de expressar um pensamento mais complexo.​​


​​Correção gramatical
Pode utilizar estruturas simples corretamente, mas ainda comete sistematicamente erros elementares como, por exemplo, a confusão dos tempos e omissão da concordância. No entanto, o sentido global permanece claro.
​​Pode servir-se com uma correção suficiente, dum repertório de formulações e expressões utilizadas frequentemente e associadas a situações previsíveis.
​Uso do sistema fonológico​
​​A pronúncia é claramente inteligível mesmo que um sotaque estrangeiro seja percebido e que erros de pronúncia ocorram pontualmente.
​​Uso da ortografia
Pode elaborar um documento escrito inteiramente inteligível.
A ortografia, pontuação e formatação são justas o suficiente para ser facilmente seguidas na sua maior parte.




​Correção sociolinguístico

Pode expressar-se e responder a uma variedade ampla de funções de linguagem, utilizando expressões corriqueiras num registro neutro.
Está consciente das regras de cortesia importantes e conduz-se de forma apropriada.

Está consciente das diferenças mais significativas entre os costumes, usos, atitudes, valores e crenças em vigor na comunidade em questão e aquelas da sua própria comunidade.


​​Flexibilidade

Pode adaptar sua expressão para enfrentar situações menos comuns, até difíceis.
​​Podre explorar com flexibilidade uma variedade extensa de língua simples a fim de expressar o essencial do que quer dizer.

Tomada de palavra
Pode intervir numa conversa sobre um assunto familiar, utilizando uma expressão adequada para chamar atenção.
​​Pode começar, alimentar e concluir uma conversação simples em entrevista sobre assuntos familiares ou pessoais.
​​Desenvolvimento temático
​​Pode contar ou descrever com fluência relativa algo simples e linear.
​Coerência e coesão​
​​Pode ligar uma série de elementos curtos, simples e distintos num discurso que se articula.



​Fluência oral

Pode expressar-se com certa fluência. Apesar de alguns problemas de formulação, gerando pausas e impossibilidades, é capaz de continuar efetivamente a falar sem ajuda.
​​Pode discursar de maneira inteligível, mesmo se as pausas para procurar as suas palavras e frases, assim como para fazer correções, são evidentes, especialmente em sequências mais longas de produção livre.


​Precisão

Pode explicar os pontos principais duma ideia ou dum problema com precisão necessária.
Pode transmitir uma informação simples e de interesse imediato, destacando o ponto que parece o mais importante.
Pode expressar o essencial do que deseja de maneira inteligível.

O nível B1 do QECR serviu de base a concepção das provas do DELF B1 Tous Publics, do DELF B1 Junior, do DELF B1 scolaire e do DELF Pro B1.