Nível A1 do QECR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas)

Niveau A1 du CECR
De acordo com o QECR, o nível A1 (de introdução ou de descoberta) é o nível mais elementar de utilização do idioma, de uso pessoal apesar de que, hoje, existe um nível mais elementar: o nível A1.1, que serve de referência para o DILF e o DELF Prim A1.1. No nível A1, o estudante é capaz de interações simples. Ele pode responder a perguntas simples a respeito dele, do lugar onde mora, das pessoas que conhece, das coisas que possui. Ele pode também fazer perguntas. O estudante do nível A1 pode intervir com enunciados simples nos assuntos relacionados a ele ou que são familiares e responder igualmente, sem ter que repetir expressões já montadas e organizadas.

Escala global das competências do nível A1 do QECR

A escala global dos níveis comuns de competências do QECR define o usuário do nível A1 capaz das competências idiomáticas seguintes:

  • Pode entender e utilizar expressões familiares e cotidianas, assim como enunciados muito simples cujos objetivos são a satisfação de necessidades concretas.
  • Pode apresentar-se ou apresentar alguém, e fazer perguntas a respeito das outras pessoas, por exemplo sobre o local de moradia, suas relações, seus pertences, etc., e pode responder aos mesmos tipos de perguntas.
  • Pode comunicar de maneira simples, a condição que o interlocutor fale lentamente e claramente, e se mostre cooperativo.

Grade para a auto-avaliação do nível A1 do CECR

​​O CECR descreve o usuário do nível A1 como sendo capaz de cumprir tarefas idiomáticas seguintes:
Entender
Escutar
​​Eu posso entender palavras familiares e expressões muito corriqueiras a respeito de mim, da minha família e do meu ambiente concreto e imediato, a condição que as pessoas falem lentamente e claramente.
​​Entender
​​Ler
​Eu posso entender nomes familiares, palavras assim como frases muito simples, por exemplo em anúncios, cartazes ou catálogos.​

​Falar

​​Participar a uma conversação
​​Eu posso comunicar de maneira simples, a condição que o meu interlocutor seja disposto a repetir ou reformular suas frases mais lentamente e me ajude a formular o que estou tentando dizer. Eu posso fazer perguntas simples a respeito de assuntos familiares ou sobre o que eu preciso de imediato, assim como responder a tais perguntas.

​​Falar

​​Expressar- se oralmente e em contínuo

​​Eu posso utilizar expressões e frases simples para descrever minha moradia e as pessoas que eu conheço.
​​Escrever
​​Escrever
​​Eu posso escrever um cartão postal curto, por exemplo, férias. Eu posso inscrever detalhes pessoais num questionário, inscrever por exemplo o meu nome, a minha nacionalidade e o meu endereço numa ficha de hotel.

Aspectos qualitativos do uso da língua falada do nível A1 do QECR

Abrangência
​​Possui um repertório elementar de palavras e expressões simples relativas a situações particulares concretas.
Correção
​​Tem um controle limitado de algumas estruturas de sintaxe e de formas gramaticais simples, que pertencem a um repertório memorizado.
​​Fluência
​​Pode virar-se com enunciados muito curtos, isolados, geralmente estereotipados, com numerosas pausas para procurar suas palavras, pronunciar as menos familiares e para remediar a comunicação.
Interação
Poder responder a perguntas e formular perguntas sobre detalhes pessoais. Pode interagir de maneira simples, mas a comunicação depende totalmente da repetição com uma velocidade mais lenta, da reformulação e das correções.
​​Coerência
​​Poder ligar grupos de palavras com conectores muito simples tais como "et" ou "alors".

Atividades de comunicação idiomática e estratégias do nível A1 do QECR

​​Produção oral geral
​​Pode produzir expressões simples isoladas a respeito de pessoas e coisas.
​​Monólogo seguido: descrever a experiência
​​Pode descrever-se, descrever o que faz, assim como sua moradia.
Endereçar-se a um auditório
​​Pode ler um texto muito breve e repetido, por exemplo, apresentar um palestrante, dar um brinde.
​​Produção escrita geral
​​Pode escrever expressões e frases simples isoladas.
​​Escritura criativa
​​Pode escrever frases e expressões simples a seu respeito.
​​Compreensão oral geral
​​Pode entender uma intervenção se for lenta e bem articulada, e inclui longas pausas que permitem a assimilação do significado.
​Entender anúncios e instruções orais
Pode entender anúncios endereçados a ele, lentamente e com cuidado, e seguir instruções curtas e simples.
Compreensão escrita geral
Pode entender textos muito curtos e muito simples, frase após frase, levantando nomes, palavras familiares e expressões muito elementares, relendo se for necessário.
Entender a correspondência
​​Pode entender mensagens simples e curtas sobre um cartão postal.
​​Ler para orientar-se
Pode reconhecer os nomes, palavras e expressões mais comuns em situações corriqueiras da vida cotidiana.
​​Ler para informar-se e discutir
​​Pode ter uma ideia do conteúdo dum texto informativo simples, ainda mais se for acompanhado dum documento visual.
​​Ler instruções
​​Pode seguir instruções breves e simples (por exemplo ir dum ponto a outro).

​Interação oral geral

Pode interagir de maneira simples, mas a comunicação depende totalmente da repetição com uma velocidade mais lenta, da reformulação e das correções. Pode responder a perguntas simples e fazer perguntas, reagir a afirmações simples e formular afirmações na área das necessidades imediatas ou a respeito de assuntos familiares.


​Entender um locutor nativo

Pode entender expressões cotidianas para satisfazer necessidades simples de tipo concreto, se elas forem repetidas, formuladas diretamente, lentamente e claramente por um interlocutor compreensivo.
Pode entender perguntas e instruções endereçadas a ele, lentamente e com cuidado, e seguir instruções curtas e simples.



​​Conversação

Pode apresentar alguém e utilizar expressões elementares de cumprimento e despedida.
Pode solicitar notícias de alguém e reagir ás respostas.
Pode entender expressões cotidianas para satisfazer necessidades simples de tipo concreto, se elas forem repetidas, formuladas diretamente, lentamente e claramente por um interlocutor compreensivo.

Cooperação de porte funcional (por exemplo, consertar um carro, conversar sobre um documento, organizar algo)
Pode entender perguntas e instruções formuladas lentamente e com cuidado, e seguir instruções curtas e simples.
Pode pedir ou fornecer objetos para alguém.

​​Obter bens e serviços
Pode pedir ou dar algo para alguém.
Pode virar-se com números, quantidades, dinheiro e horários.




​​Troca de informação

Pode entender perguntas e instruções endereçadas a ele, lentamente e com cuidado, e seguir instruções curtas e simples.
Pode responder a perguntas simples e fazer perguntas, reagir a e formular declarações simples na área das necessidades imediatas ou a respeito de assuntos familiares.
Pode fazer perguntas pessoais, por exemplo a respeito de sua moradia, pessoas frequentadas e pertences, assim como responder a estas mesmas perguntas.
Pode falar de cronograma com expressões tais como: "la semaine prochaine, vendredi dernier, en novembre, à trois heures"...

​Entrevistar e ser entrevistado (a entrevista)
​​Numa entrevista, pode responder a perguntas pessoais feitas lentamente numa língua direta e não idiomática.
​​Interação escrita geral
Pode fornecer ou solicitar por escrito informações pessoais detalhadas.
​​Correspondência
​​Pode escrever um cartão postal simples e breve.
​Notas, mensagens e formulários
​​Pode escrever números e datas, nomes, nacionalidade, endereço, idade, data de nascimento ou de chegada ao país, etc., numa ficha de hotel por exemplo.
Tratar um texto
Pode copiar textos curtos em script ou letra legível.
Pode copiar palavras isoladas e textos curtos impressos normalmente.

Competências comunicativas idiomáticas do nível A1 do CECR

​​Área linguística geral
​Possui uma escolha elementar de expressões simples para as informações sobre si e as necessidades corriqueiras.​
​Área de vocabulário​
​​Possui um repertório elementar de palavras isoladas e expressões relativas a situações particulares concretas.
​​Correção gramatical
​​Tem um controle limitado de algumas estruturas de sintaxe e de formas gramaticais simples, que pertencem a um repertório memorizado.
​Uso do sistema fonológico
​​A pronúncia dum repertório muito limitado de expressões e de palavras memorizadas é inteligível com alguns esforços para um locutor nativo acostumado aos locutores do grupo linguístico do estudante.
​Uso da ortografia
​​Pode copiar curtas expressões e palavras familiares.
Correção sociolinguística
​​Pode estabelecer um contato social de base, utilizando as formas de cortesia necessárias, acolhimento e despedida, apresentações, dizer "merci", "s'il vous plaît", "excusez-moi", etc.
​​Coerência e coesão
​​Poder ligar grupos de palavras com conectores muito simples tais como "et" ou "alors".
​Fluência oral
​​Pode virar-se com enunciados muito curtos, isolados, geralmente estereotipados, com numerosas pausas para procurar suas palavras, pronunciar as menos familiares e para remediar a comunicação.

O nível A1 do QECR serviu de base a concepção das provas do DELF A1 Tous Publics, do DELF Prim A1 do DELF A1 Junior, do DELF A1 scolaire e do DELF Pro A1.