​Nível A2 do QECR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas)

Niveau A2 du CECR
​No nível A2 (intermediário ou de sobrevivência), encontra-se a maioria dos elementos descritivos que indicam as relações sociais tais como: utilizar as formas cotidianas de cortesia, receber alguém, solicitar notícias e reagir ás respostas, conduzir uma conversação muito curta, responder ás perguntas a respeito da profissão e dos lazeres e formular estas mesmas perguntas, convidar e responder a um convite, conversar sobre o que quer fazer e executar os arranjos necessários, fazer propostas e aceitá-las. No nível A2, encontram-se elementos descritivos relativos ás viagens e deslocamentos, versão simplificada do conjunto das especificações de transação do nível patamar para adultos morando no exterior tais como: conduzir uma conversação simples numa loja, agência de correios ou banco, pedir informações sobre uma viagem, utilizar os transportes coletivos: ônibus, trens e táxis, perguntar informações básicas, perguntar pelo caminho e indicá-lo, comprar bilhetes, fornecer produtos e serviços necessários ao cotidiano e solicitá-los.

​Escala global das competências do nível A2 do QECR

A escala global dos níveis comuns de competências do QECR define o usuário do nível A2 capaz das competências idiomáticas seguintes:​

  • Pode entender frases isoladas e expressões frequentemente utilizadas em relação a áreas imediatas de prioridade (por exemplo, informações pessoais e familiares simples, compras, ambiente próximo, trabalho).
  • Pode comunicar durante tarefas simples e habituais, necessitando somente uma troca de informações simples e diretas sobre assuntos familiares e habituais.
  • Pode descrever com meios simples sua formação, seu ambiente imediato e evocar assuntos que correspondem a suas necessidades imediatas.

​Grade para a auto-avaliação do nível A2 do QECR

​​O QECR descreve o usuário do nível A2 como sendo capaz de cumprir tarefas idiomáticas seguintes:

​Entender


​Escutar

​​Eu posso entender expressões e vocabulário frequentes relativos ao meu cotidiano (eu mesmo, minha família, compras, ambiente próximo, trabalho). Eu posso entender o essencial de anúncios e mensagens simples e claros.

​Entender


​​Ler
​​Eu posso ler textos curtos muito simples. Eu posso encontrar uma informação específica previsível em documentos corriqueiros como publicidade, panfletos, menus e horários. Eu posso entender cartas pessoais curtas e simples.

​Falar

​​Participar a uma conversação
​​Eu posso comunicar durante tarefas simples e habituais, necessitando somente uma troca de informações simples e diretas sobre assuntos e atividades familiares e habituais. Eu posso ter uma conversa breve mesmo se, de forma geral, eu não entendo o suficiente para alimentar uma conversação.

​Falar

​​Expressar-se oralmente e em contínuo
​​Eu posso utilizar uma série de frases ou expressões para descrever em termos simples minha família e outras pessoas, minhas condições de vida, minha formação acadêmica e minha atividade profissional atual ou recente.
​​Escrever
​​Escrever
​​Eu posso escrever notas e mensagens simples e curtas. Eu posso escrever uma carta pessoal muito simples, por exemplo, agradecimentos.

​Aspectos qualitativos do uso da língua falada do nível A2 do QECR

​​Abrangência
​​Utiliza estruturas elementares constituídas de expressões memorizadas, grupos de algumas palavras e expressões já montadas a fim de comunicar uma informação limitada em situações simples da vida cotidiana e atual.
​​Correção
​​Utiliza estruturas simples corretamente, mas ainda comete sistematicamente erros elementares.
​​Fluência
​​Pode ser entendido numa breve intervenção, mesmo que a formulação, as pausas e os inícios falsos sejam evidentes.
​​Interação
​​Pode responder a perguntas e reagir a declarações simples. Pode indicar que acompanha a conversação, mas é raramente capaz de entender o suficiente para alimentar a conversação de forma independente.
​​Coerência
​​Pode ligar grupos de palavras com conectores simples tais como "et", "mais" e "parce que".
​Nos exemplos de elementos descritivos, distinguem-se os "níveis criterizados" (por exemplo: A2 ou A2.1) e os "níveis avançados" (por exemplo: A2+ ou A2.2). São separados por um traço horizontal como neste exemplo extraído da escala "compreensão oral geral".
​​Pode entender o suficiente para responder a necessidades concretas a condição que a pronúncia seja clara e a velocidade lenta.
​A2
​​Pode entender expressões e palavras cujo sentido é relativo á áreas de prioridade imediata (por exemplo, informação pessoal e familiar básicas, compras, geografia local, emprego).
​​Níveis A2.1 e A2.2 (A2+): compreensão oral geral
Saber mais sobre o nível A2+ do CECR.

​​Atividades de comunicação idiomática e estratégias do nível A2 do QECR

​​Produção oral geral
​​Pode descrever ou apresentar simplesmente pessoas, condições de vida, atividades cotidianas, o que gosta ou não, utilizando curtas séries de expressões ou de frases não articuladas.



​​Monólogo seguido: descrever a experiência
Pode contar uma estória ou descrever algo por uma lista simples de pontos. Pode descrever os aspectos de seu ambiente cotidiano, tal como pessoas, lugares, experiência profissional ou escolar.
Pode fazer uma descrição breve e elementar dum evento ou duma outra atividade.
Pode descrever projetos e preparativos, hábitos e ocupações cotidianas, atividades passadas e experiências pessoais.

Pode descrever e comparar brevemente, numa língua simples, objetos e coisas que o pertencem.
Pode explicar os motivos para gostar ou não algo.

​​Anúncios públicos
​​Pode fazer anúncios breves preparados com um conteúdo previsível e adquirido de tal maneira que eles sejam inteligível para ouvintes atentos.



​Endereçar-se a um auditório

Pode fazer uma breve apresentação preparada sobre um assunto relativo à sua vida cotidiana, dar rapidamente justificações e explicações para suas opiniões, projetos e atos.
Pode encarar um número limitado de perguntas simples e diretas.

Pode fazer uma palestra breve e elementar, ensaiada, sobre um assunto familiar.
Pode responder a perguntas decorrentes se elas forem simples e diretas, e a condição de poder fazer repetir e ser auxiliado para formular uma resposta.

​​Produção escrita geral
Pode escrever uma série de expressões e de frases simples ligadas por conectores simples tais como: "et", "mais" e "parce que".




​​Escritura criativa

Pode escrever a respeito dos aspectos cotidianos do seu ambiente, por exemplo pessoas, lugares, trabalho ou estudos, com frases ligadas entre si.
Pode fazer uma descrição breve e elementar dum evento, de atividades passadas e de experiências pessoais.

Pode escrever uma sucessão de frases e de expressões simples sobre a sua família, suas condições de vida, sua formação, seu trabalho atual ou último emprego.
Pode escrever biografias fictícias e poemas curtos e simples a respeito das pessoas.

​​Planejamento
​Pode retirar do seu repertório uma série de expressões apropriadas e prepará-las ao repetir.


​Compensação

Pode utilizar uma palavra inadequada do seu repertório e fazer gestos para esclarecer o que quer dizer.
​​Pode identificar o que quer, apontando-o (por exemplo: "je voudrais cela, s'il vous plaît").



​Compreensão oral geral
Poder entender o suficiente para poder responder a necessidades concretas a condição que a pronúncia seja clara e a velocidade lenta.
​​Pode entender expressões e palavras cujo sentido é relativo a áreas de prioridade imediata (por exemplo, informação pessoal e familiar básicas, compras, geografia local, emprego).
​​Entender uma interação entre locutores nativos
​Pode geralmente identificar o assunto duma conversa acontecendo na sua presencia, no caso da conversa ser formulada lentamente com boa articulação.​
​​Entender anúncios e instruções orais
Pode entender o ponto essencial dum anúncio ou duma mensagem breve, simples e clara.
Pode entender indicações simples relativas à maneira de ir dum ponto a outro, a pé ou no transporte coletivo.

​​Entender programas de rádio e gravações
​​Pode entender e extrair a informação principal de curtos trechos gravados, a respeito dum assunto familiar previsível, se a velocidade for lenta e a língua claramente articulada.


​Compreensão escrita geral

Pode entender textos curtos e simples sobre assuntos concretos comuns com uma frequência mais elevada de língua cotidiana ou relativa ao trabalho.
​​Pode entender textos curtos e simples contendo um vocabulário extremamente frequente, incluído um vocabulário internacionalmente compartilhado.


​Entender a correspondência

Pode reconhecer os principais tipos de cartas padrão habituais (pedido de informações, encomendas, confirmações, etc.) sobre assuntos familiares.
​​Pode entender uma carta pessoal simples e breve.

​Ler para orientar-se

Pode encontrar uma informação específica e previsível em documentos corriqueiros simples tais como panfletos, menus, anúncios, inventários e horários.
Pode localizar uma informação específica numa lista e isolar a informação pesquisada (por exemplo nas "páginas amarelas" para encontrar um serviço ou artesão).

​​Ler para informar-se e discutir
​Pode identificar uma informação pertinente na maioria dos escritos simples encontrados tais como cartas, panfletos e curtos artigos descrevendo fatos.
​​
​Ler instruções
Pode entender um regulamento relativo à, por exemplo, segurança, quando for redigido simplesmente.
​​Pode acompanhar as instruções dum aparelho familiar como um telefone público.


​​Entender programas de televisão e filmes
Pode identificar o elemento principal de jornais de televisão a respeito dum evento, acidente, etc., se o comentário for acompanhado dum suporte visual.
Pode acompanhar as rubricas do jornal de televisão ou de documentários de televisão apresentados de maneira lenta e clara, utilizando linguagem padrão, mesmo que todos os detalhes não sejam entendidos.
​Reconhecer dicas e deduzir (oral e escrito)
​Pode utilizar o sentido geral dum texto ou dum anúncio curto sobre assuntos cotidianos concretos para deduzir do contexto o sentido provável das palavras desconhecidas.​




​​Interação oral geral

Pode interagir com fluência razoável em situações bem estruturadas e curtas conversações, a condição que o interlocutor traga auxílio se for necessário. Pode encarar conversas corriqueiras simples sem esforço excessivo, pode fazer perguntas, responder a perguntas e trocar ideias e informações sobre assuntos familiares em situações familiares previsíveis da vida cotidiana.
​Pode comunicar no quadro duma tarefa simples e corriqueira, necessitando apenas duma troca de informações simples e direta sobre assuntos familiares relativos ao trabalho e ao lazer. Pode enfrentar trocas muito curtas de tipo social mas raramente capaz de entender para alimentar voluntariamente a conversação.​



​Entender um locutor nativo

Pode entender o suficiente para enfrentar uma conversa simples e corriqueira sem esforço excessivo.
Pode geralmente entender um discurso endereçado em língua padrão claramente articulada sobre um assunto familiar, a condição de poder solicitar repetição ou reformulação de vez em quando.

​​Pode entender o que é dito claramente, lentamente e diretamente numa discussão cotidiana a condição que o interlocutor tome a pena de auxiliar a entender.






​Conversação

Pode estabelecer um contato social: saudações, apresentações, agradecimentos.
Pode geralmente entender um discurso padrão claro, sobre um assunto familiar, a condição de poder solicitar repetição ou reformulação de vez em quando.
Pode participar a curtas conversações em contextos habituais sobre assuntos gerais.
Pode dizer em termos simples como vai e agradecer.

Pode enfrentar curtas conversas sociais mas pode raramente alimentar uma conversa de forma espontânea, apesar de o locutor poder auxiliar a compreensão.
Pode utilizar fórmulas de cortesia simples e corriqueiras para endereçar-se a alguém ou saudá-lo.
Pode fazer e aceitar proposta, convite e desculpas.
Pode dizer o que gosta ou não.




​​Conversa informal (entre amigos)

Pode geralmente reconhecer o assunto duma conversa exterior se ela acontecer lentamente e claramente.
Pode conversar a respeito do programa da noite ou do fim de semana.
Pode sugerir e reagir a propostas.
Pode expressar seu acordo e seu desacordo aos outros.

Pode discutir simplesmente de questões cotidianas se for solicitado de maneira clara e simples.
Pode discutir da organização dum encontro e dos seus preparativos.





​Conversas e reuniões formais
Pode geralmente acompanhar as mudanças de assuntos numa discussão formal relativa à sua área se ela for conduzida claramente e lentamente.
Pode trocar informações pertinentes e dar a sua opinião sobre problemas práticos se for solicitado diretamente, a condição de beneficiar de ajuda para formular e poder fazer repetir os pontos importantes se necessário.

​​Pode dizer o que pensa das coisas se for solicitado numa reunião formal, à condição de poder solicitar a repetição se necessário


​Cooperação de porte funcional (por exemplo, consertar um carro, conversar sobre um documento, organizar algo)

Pode entender o suficiente para enfrentar uma conversa curta e simples sem esforço excessivo, perguntando em termos simples a repetição em caso de incompreensão.
Pode discutir dos planos a seguir, responder á sugestões e formulá-las, solicitar instruções e dá-las.

Pode indicar que acompanha a conversa e pode ser ajudado para entender o essencial se o locutor tomar a pena.
Pode comunicar ao longo de tarefas simples e corriqueiras, utilizando expressões simples para ter objetos e dá-los, para obter uma informação e discutir dos passos pela frente.







​Obter bens e serviços

Pode virar-se em situações corriqueiras da vida cotidiana tais como: deslocamentos, alojamento, refeições e compras.
Pode obter todas as informações necessárias dum departamento de turismo a condição que seja de natureza simples e não especializada.

Pode obter e fornecer bens e serviços de uso cotidiano.
Pode obter informações simples a respeito duma viagem, utilizar os transportes coletivos (ônibus, trens e táxis), perguntar e explicar um caminho a seguir, e comprar bilhetes.
Pode fazer perguntas e efetuar transações simples numa loja, agência de correios, banco.
Pode perguntar e fornecer informações a respeito duma quantidade, número, preço, est.
Pode fazer uma compra simples, indicando o que quer e perguntar o preço.
Pode pedir uma refeição.








​Troca de informação

Pode entender o suficiente para comunicar sobre assuntos familiares sem esforço excessivo.
Pode virar-se com os pedidos diretos da vida cotidiana, encontrar uma informação fatual e transmiti-la.
Pode responder a perguntas e fazer perguntas a respeito dos hábitos e atividades diárias.
Pode responder a perguntas sobre lazeres e atividades passadas, e perguntar.
Pode dar e seguir diretivas e instruções simples como, por exemplo, ir a algum lugar.

Pode comunicar no quadro duma tarefa simples e corriqueira, necessitando apenas duma troca de informações simples e direta.
Pode trocar uma informação limitada sobre assuntos familiares e operações corriqueiras.
Pode fazer perguntas e responder-las sobre o trabalho e tempo livre.
Pode perguntar e explicar o seu caminho com a ajuda dum mapa.
Pode perguntar e fornecer informações pessoais.


​​Entrevistar e ser entrevistado (a entrevista)
Pode ser entendido numa entrevista e comunicar ideias e informação sobre assuntos familiares a condição de poder ser esclarecido e auxiliado para expressar o que quer, se necessário.
​​Poder responder a perguntas simples e reagir a declarações simples numa entrevista.
​​Interação escrita geral
​Pode escrever notas simples e breves em relações a necessidades imediatas.
​​Correspondência
​​Pode escrever uma carta pessoal muito simples para expressar agradecimentos ou desculpas.

​​Notas, mensagens e formulários
Pode entender uma mensagem breve e simples a condição de poder solicitar repetição e reformulação.
​​Pode escrever uma nota ou uma mensagem simples e breve, relativo a necessidades imediatas.


​Tomada de palavra

Pode utilizar procedimentos simples para começar, alimentar e concluir uma breve conversação.
Pode começar, alimentar e concluir uma conversação simples e limitada em particular com alguém.

​​Pode chamar a atenção.
​​Cooperar
​​Pode informar que acompanha o que é falado.


Solicitar esclarecimentos
Pode solicitar, em termos muito simples, a repetição em caso de incompreensão.
Pode solicitar esclarecimentos sobre palavras-chaves não entendidas, utilizando expressões prontas.

​​Pode informar que não está acompanhando o que é falado.
​​Tratar um texto
​​Pode extrair e reproduzir palavras e frases ou curtos anúncios num texto curto que fica no quadro de sua competência e de sua experiência limitadas.

Competências comunicativas idiomáticas do nível A2 do QECR





​Área linguística geral

Possui um repertório de língua elementar que permite de virar-se em situações corriqueiras no conteúdo previsível, apesar da necessidade em procurar palavras e encontrar um compromisso em relação a suas intenções de comunicação.
Pode produzir breves expressões corriqueiras a fim de responder a necessidades simples de tipo concreto: detalhes pessoais, rotinas cotidianas, desejos e necessidades, pedidos de informação.
Pode utilizar modelos de frases elementares e comunicar com a ajuda de frases memorizadas, grupos de algumas palavras e expressões prontas, a respeito de si mesmo, das pessoas, do que fazem, seus bens, etc.
Possui um repertório limitado de curtas expressões memorizados que abrangem as primeiras necessidades vitais das situações previsíveis, rupturas frequentes e mal-entendidos, surgindo em situações imprevistas.


​​Área de vocabulário
Possui um vocabulário para conduzir transações cotidianas corriqueiras em situações e a respeitos de assuntos familiares.
Possui um vocabulário suficiente para satisfazer as necessidades comunicativas elementares.
Possui um vocabulário suficiente para satisfazer as necessidades primordiais.

​​Uso de vocabulário
​​Possui um repertório restrito relativo a necessidades cotidianas concretas.
​​Correção gramatical
​​Pode utilizar estruturas simples corretamente mas ainda comete sistematicamente erros elementares como, por exemplo, a confusão dos tempos e omissão da concordância. No entanto, o sentido global permanece claro.
​​Uso do sistema fonológico
​​A pronúncia e geralmente clara para ser inteligível apesar dum sotaque estrangeiro nítido, mas o interlocutor deverá ás vezes fazer repetir.
​Uso da ortografia​
Pode copiar curtas expressões sobre assuntos corriqueiros, por exemplo indicações para ir a algum lugar.
Pode escrever com uma exatidão fonética relativa (nem necessariamente ortográfica) palavras curtas que pertencem a seu vocabulário oral.



​​Correção sociolinguístico

Pode expressar-se e responder ás funções de linguagem de base tais como a troca de informações e o pedido, e expressar simplesmente uma ideia e uma opinião.
Pode virar-se em trocas sociais muito curtas, utilizando as formas cotidianas de acolhimento e de contato.
Pode fazer convites, desculpas e respondê-los.



​Flexibilidade

Pode adaptar expressões simples bem reparadas e memorizadas á circunstâncias especiais, com o auxilio duma substituição lexical limitada.
​Pode desenvolver expressões adquiridas pela simples combinação de seus elementos.


​​Tomada de palavra

Pode utilizar procedimentos simples para começar, alimentar e concluir uma breve conversação.
Pode começar, alimentar e concluir uma conversação simples a sós com seu interlocutor.

​Pode chamar a atenção.
​​Desenvolvimento temático
​​Pode contar uma estória ou descrever algo por uma lista simples de pontos sucessivos.


​​Coerência e coesão

Pode utilizar as articulações mais frequentes para ligar enunciados a fim de contar uma estória ou descrever algo na forma duma simples lista de pontos.
​​Poder ligar grupos de palavras com conectores simples tais como "et", "mais" e "parce que".



​​Fluência oral

Poder ser entendido numa breve intervenção, mesmo que a formulação, as pausas e os inícios sejam evidentes.
​​Pode construir frases sobre assuntos familiares com um afluência suficiente para enfrentar trocas curtas, apesar de hesitações e inícios falsos evidentes.
​​Precisão
​​Pode comunicar o que quer dizer numa troca de informações limitada, simples e direta sobre assuntos familiares e habituais, mas em outras situações, deve transigir sobre o sentido.

​​​O nível A2 do QECR serviu de base a concepção das provas do DELF A2 Tous Publics, do DELF Prim A2, do DELF A2 Junior, do DELF A2 scolaire e do DELF Pro A2.